.
Entrar | Contactos | Dicionário | FLiP.pt | LegiX.pt | Blogue | Loja

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Anglofonia não deve...


...ser isto: consultar a palavra camone no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa e deparar com o senhor que, segundo Bruno Nogueira, "toda a vida sodomizou a língua inglesa"!

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Coerência ortográfica

A conjugação de grafias anteriores e posteriores ao Acordo Ortográfico (AO) de 1990 num mesmo texto não é caso único na versão online do jornal Público. Esta situação ocorre sobretudo agora que a principal agência noticiosa portuguesa, a Agência Lusa, passou a redigir os seus textos segundo a nova norma ortográfica. Em período de transição, e sem a verificação ortográfica necessária, exemplos como os que se seguem serão frequentes na imprensa escrita (destacados nossos):

Ex.1:
Reduzir o consumo abusivo de bebidas alcoólicas durante as festas académicas, minimizando os danos associados, é o principal objetivo do projeto "Antes que te Queimes", que compreende ainda ações sobre sexualidade responsável, primeiros socorros e substâncias psicoativas.

Ex.2:
O processo deverá, depois, seguir a tramitação normal até ao licenciamento (apresentação do projecto de arquitectura e dos projectos de especialidade e respetiva aprovação), mas a empresa não avança, para já, com prazos relativamente ao início da obra que vai reabilitar o mercado.
[...]
Mas a Eusébios tinha imposto como condição para assinar a escritura a obtenção da isenção do pagamento dos cerca de 200 mil euros de Imposto Municipal Sobre Transações Onerosas de Imóveis (IMT).

Um problema relacionado com a instrução do pedido de isenção atrasou o processo, que foi deferido pela Direção Geral de Impostos (DGCI) no início de Janeiro.

No entanto, José Craveiro considera que “há outras coisas que podem ser feitas, como a reestruturação dos centros de saúde em unidades funcionais e o depurar dos ficheiros médicos, que têm mais pessoas do que aquelas que os censos dizem que existem”. Deu o exemplo da reestruturação feita no centro de saúde de Santa Comba Dão, onde a partir de hoje a Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados passou a funcionar nos dias úteis, aos fins de semana e feriados das 08h00 às 24h00.

Dessa reestruturação faz ainda parte o encerramento do Serviço de Atendimento Permanente (SAP) e a desativação das extensões de Pinheiro de Ázere, Óvoa e São Joaninho, todas com menos de 1500 utentes e que significavam “um grande desperdício de recursos”
.

Ex.3:
A Atlânticoline tem ainda em aberto o concurso para a escolha do segundo navio para a operação deste ano, que vai assegurar as ligações entre as ilhas açorianas entre 7 de junho e 26 de setembro.

Ex.4:
No entanto, a estratégia da Câmara vai além da elaboração do PPS e dos cerca de 9,5 milhões de euros de investimento previstos no programa de ação da Regeneração Urbana, co-financiado em 55 por cento por fundos europeus.

“A obra física e o betão, por si só, não resolvem os problemas todos e é importante um conjunto de ações imateriais”, defendeu, explicando que, neste sentido, a Câmara Municipal conta já com instituições locais como parceiras.
[...]
O objetivo é “recuperar laços” e “contrariar o “afastamento dos sinienses relativamente ao centro histórico”, o que está em parte relacionado, segundo a autarca, com “um crescimento demasiado rápido” da cidade a partir dos anos 70, aquando do desenvolvimento do Complexo Industrial de Sines.

“Construímos uma cidade à volta, o que apertou o centro histórico, criou novas urbanidades e centros atrativos da população”, explicou.



Os utilizadores da língua que queiram evitar nos seus textos a incoerência ortográfica ilustrada pelos exemplos acima encontram nas ferramentas linguísticas da Priberam vários recursos úteis e fáceis de utilizar.

Ciente do período de transição que se atravessa e da ligação que cada utilizador estabelece com a sua língua, a Priberam não tem pretensões de impor uma ou outra ortografia, mas, na liberdade de escolha, a tecnologia FLiP existe para casos como este, na opção com ou sem AO: na versão FLiP 7, no corrector online, no conversor online ou no vocabulário online (estes últimos de acesso gratuito).

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Saudades do Calvin



Nos anos 90 do século passado, o Público trouxe-nos esta dupla e as suas trapalhadas. Hoje, a propósito de uma notícia sobre Bill Watterson, o criador de Calvin & Hobbes, a versão online do jornal brinda-nos com uma pequena trapalhada de foro ortográfico (destacado nosso):

«A entrevista foi publicada hoje no Cleveland Plain Dealer, jornal da cidade onde Bill Watterson vive, e terá sido a primeira que o autor concedeu a um jornalista em 20 anos, ainda que tenha sido por correio eletrónico

A presença de uma grafia posterior ao novo ortográfico – eletrónico – só é digna de destaque porque o jornal expôs no seu editorial de 30 de Dezembro de 2009 as razões pelas quais rejeitava a nova ortografia, afirmando que «Vamos continuar a escrever a nossa língua como a escrevemos hoje. Os nossos colunistas terão total liberdade de escolha, mas a redacção escreverá notícias baseadas em “factos”, sem “espectáculo” mas com “acção”.»

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

E agora?

A Agência Lusa passou a redigir os seus textos segundo a nova norma ortográfica, desde o passado dia 30 de Janeiro.
Resta saber o que farão agora jornais e revistas que ainda não adoptaram o Acordo Ortográfico de 1990 e que irão difundir os textos noticiosos da Lusa. Será que vão rever todos os textos recebidos à procura das novas grafias e substituí-las pelas antigas? Será que vão colocar uma nota em cada notícia, a avisar os leitores, no caso de reproduzirem os textos sem alteração? Será que vão fazer uma grande trapalhada?





Priberam.pt
.