.
Entrar | Contactos | Dicionário | FLiP.pt | LegiX.pt | Blogue | Loja

sexta-feira, 4 de maio de 2018

Priberam e FOXlife propõem revisão da palavra mulher no Dicionário Priberam


A Priberam, em parceria com a FOXlife Portugal, desafia os consulentes do Dicionário Priberam a participarem na revisão da palavra mulher, que, actualmente, é a seguinte:

 
"mulher", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2018, https://www.priberam.pt/dlpo/mulher [consultado em 03-05-2018].

Porquê mulher?

Porque apesar de o papel da mulher na sociedade actual ter sofrido alterações consideráveis do ponto de vista social, profissional e económico, a consulta das palavras mulher e homem ainda revela, em alguns dicionários, associações mais pejorativas no primeiro caso do que no segundo.

Atente-se, por exemplo, na lista de locuções atribuídas a mulher, na transcrição do Dicionário Priberam acima: mulher de partido e mulher pública referem-se apenas a usos de língua depreciativos, quando, na realidade, tais expressões, em resultado de mudanças sociais recentes, adquiriram outros usos que merecem estar contemplados no dicionário.

Veja-se, ainda, a secção “Palavras relacionadas”, funcionalidade que permite encontrar outras palavras do dicionário cujas definições têm alguma relação com a palavra consultada e às quais é possível aceder mediante um simples clique. No caso de mulher, a lista de relacionadas apresenta termos depreciativos, como lambisgóia ou marafona, enquanto a consulta de homem revela termos mais abonatórios como deus ou super-homem. Convenhamos, em qualquer comparação, a lambisgóia e a marafona saem sempre a perder para deus e o super-homem! Se até o algoritmo (cálculo automático) responsável pela apresentação de palavras relacionadas do Dicionário Priberam aparenta ser algo discriminatório ou sexista, porque não propor a revisão de mulher?

Apesar de um dicionário não poder, nem dever, filtrar a realidade à medida de quem o faz ou de quem o lê, branqueando usos preconceituosos ou pejorativos de determinadas palavras, sejam eles de género, raça, orientação sexual ou de qualquer outro tipo, pode e deve ser o mais neutro, abrangente e inclusivo possível. 

Conscientes da necessidade de melhorar o verbete mulher, a Priberam e a FOXlife criaram assim o movimento “A palavra mulher definida por nós”, desafiando os consulentes do Dicionário Priberam a contribuírem para uma definição menos sexista, mais abrangente, justa e enquadrada na sociedade actual.

Até 16 de Maio, os interessados poderão participar através do site www.palavramulher.pt, onde estarão reunidos e partilhados todos os contributos. No final, os linguistas da Priberam irão analisar as propostas que poderão contribuir para a revisão da palavra mulher, que ficará disponível a 22 de Maio. 


Sem comentários:

Enviar um comentário






Priberam.pt
.