.
Entrar | Contactos | Dicionário | FLiP.pt | LegiX.pt | Blogue | Loja

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

"Assim não"

Quando Miguel Esteves Cardoso, na crónica “Patuscar Palavras”, e Ricardo Araújo Pereira, no programa Gente que não sabe estar (a partir do minuto 04:37), dois autores, conhecidos pela verve e pelas suas iniciais, confundem a identidade do Dicionário Priberam, até apetece responder "Assim não", lembrando um segmento televisivo  protagonizado por RAP. Qualquer semelhança do texto abaixo com esse segmento é plenamente propositada:

- Professor, o Priberam é um dicionário online da Priberam, não é?
- É!
- Portanto devia ser reconhecido como tal?
- Exacto!
- Mas eu poderia dizer que é da Porto Editora?
- Podia.
- E o que é que me acontecia?
- Nada!
- Mas estava a ir contra a realidade?
- Estava!
- E como é que a realidade me punia?
- De maneira nenhuma!
- Isso não é um bocadinho incoerente?
- Psht! Dizer que o Priberam é da Porto Editora é um engano, mas pode-se fazer, mas é um engano. Mas pode-se fazer! Só que é um engano! O que é que acontece a quem o faz? Nada! É um engano, mas pode-se fazer. É um engano...
- Portanto, posso dizer que o Dicionário Priberam é da Porto Editora, mesmo sendo da Priberam?
- Pode!
- Mas não é um engano?
- É!
- E o que é que me acontece?
- Nada!


Sem comentários:

Enviar um comentário






Priberam.pt
.